10 de fev de 2011

Sem-terra invadem porto de Maceió (AL).


Cerca de 300 trabalhadores sem terra invadiram o porto de Maceió (AL) nesta quinta-feira e bloquearam entradas e saídas do local, o que está impedindo o tráfego normal das embarcações.
Os terminais movimentam cerca de 20 mil toneladas por dia.
Segundo a Polícia Militar de Alagoas, não houve registro de danos ao patrimônio. Após negociações, os manifestantes devem se retirar do local ainda hoje em passeata até o Tribunal de Justiça.
O administrador do porto, Petrúcio Bandeira, informou que a invasão teve início por volta das 7h.
"Eles não têm nenhuma pauta de reivindicação para o porto, o local foi escolhido por ser polo da atividade econômica do Estado", disse.
Os trabalhadores rurais são ligados à CPT (Comissão Pastoral da Terra), MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), Movimento de Libertação dos Sem Terra e o Movimento Terra, Trabalho e Liberdade.
Eles estão também na praça Visconde de Sinimbú, no centro da cidade.
A CPT informou que o número de trabalhadores mobilizados chega a 2.000. De acordo com a organização, desde o início do ano mais de 1.200 famílias em todo o Estado foram despejadas de 26 acampamentos que, segundo eles, já deveriam ter sido transformados em assentamentos.
"Queremos chamar a atenção da sociedade para esse problema", afirmou Helciane Angélica, integrante da comissão.

FONTE: FOLHA.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário