8 de mai de 2013

Protesto por educação no Chile reúne pelo menos 30 mil pessoas

Milhares de estudantes voltaram a protestar nesta quarta-feira pelas ruas de Santiago para pedir uma reforma profunda no sistema educacional.

Convocada pela Confederação de Estudantes do Chile (Confech), a manifestação reuniu 30 mil estudantes, de acordo com a polícia. Já os organizadores da passeata estimam que 80 mil pessoas participaram do ato.

A manifestação foi a segunda em caráter nacional deste ano. No final do ato houve distúrbios entre policiais e algumas pessoas encapuzadas que incendiaram lixeiras para fazer uma barricada.

A polícia teve de usar gás lacrimogêneos e jatos de água para dispersar alguns manifestantes.

Os estudantes chilenos, desde 2011, defendem uma reforma profunda no ensino herdado da ditadura de Augusto Pinochet. Entre as demandas dos manifestantes está a "educação gratuita e de qualidade" para todos os chilenos.

FONTE: FOLHA.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário