2 de set de 2010

Participe do Grito dos Excluídos.

Esse ano acontece a 16 ª edição do Grito dos Excluídos em quase todos os estados do país. O Grito é uma manifestação que ocorre no dia 7 de setembro com o intuito de dar voz aqueles que ficam à margem de nossa sociedade, sejam eles negros, índios, moradores de rua, pobres, desempregados, homossexuais.

O dia 7 de setembro marca a independência do Brasil e por isso foi escolhida essa data para mostrar que não basta uma independência politicamente formal. Diversos candidatos e militantes do PSOL participarão das mobilizações. Hamilton Assis, candidato a Vice-Presidência pelo PSOL, estará nas atividades da Bahia.

O grito é composto de diversas manifestações como atos públicos, romarias, celebrações especiais, seminários, cursos de reflexão, blocos na rua, caminhadas, teatro, música, dança, feiras de economia solidária, acampamentos.

O intuito do Grito dos Excluídos é ser uma mobilização social contra a exclusão, tendo como objetivos principais: Denunciar o modelo político e econômico que, ao mesmo tempo, concentra riqueza e renda e condena milhões de pessoas à exclusão social; Tornar público, nas ruas e praças, o rosto desfigurado dos grupos excluídos, vítimas do desemprego, da miséria e da fome; Propor caminhos alternativos ao modelo econômico neoliberal, de forma a desenvolver uma política de inclusão social, com a participação ampla de todos os cidadãos.

História do grito

O Grito nasceu de dois movimentos distintos. O primeiro é de um Setor Pastoral Social da CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil), como forma de dar continuidade à campanha da fraternidade de 1995.

A segunda foi a partir da necessidade de concretizar os debates da 2ª Semana Social Brasileira, realizada nos anos de 1993 e 1994. Ou seja, o Grito é promovido pela Pastoral Social da Igreja Católica, mas, desde o início, conta com numerosos parceiros ligados às demais Igrejas do CONIC (Conselho Nacional de Igrejas Cristãs), aos movimentos sociais, entidades e organizações.

Mais informações em: www.gritodosexcluidos.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário