13 de set de 2011

Venezuela terá eleições presidenciais em 7 de outubro de 2012

O Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela (CNE) anunciou nesta terça-feira que a próxima eleição para a Presidência do país no período de 2013 a 2019 ocorrerá em 7 de outubro de 2012.
"Decidimos por unanimidade que este calendário eleitoral terá eleição presidencial em 7 de outubro", disse em entrevista coletiva a presidente do CNE, Tibisay Lucena, informando ainda que em dezembro de 2012 haverá os pleitos regionais, e em abril de 2013, as eleições locais.
Tradicionalmente, as eleições presidenciais aconteciam em dezembro. O anúncio da data para o pleito dá fim às especulações de que a votação poderia ocorrer em março de 2012.
O presidente venezuelano, Hugo Chávez, 57, deverá ser o candidato oficial, enquanto a oposição deverá realizar votações primárias no começo do ano que vem.
No poder desde 1999, ele passa por tratamento para a cura de um câncer e diz estar "confiante" de que estará totalmente recuperado para a campanha eleitoral.
Mais cedo nesta terça-feira, Chávez disse que se submeteria a uma quarta sessão de quimioterapia em breve, mas que esperava estar totalmente recuperado até o final do ano.
Apesar das dúvidas entre analistas políticos e seus opositores, o venezuelano disse que ele deveria ser capaz de disputar uma campanha vigorosa antes da eleição presidencial de 2012, e reafirmou sua ambição de governar por pelo menos dois outros mandatos de seis anos.
Em um telefonema para um programa estatal de televisão matutino, Chávez disse que se recuperou de uma infecção na garganta que o manteve afastado da vista pública nos últimos dias e mostrou como estava vulnerável a infecções durante o tratamento do câncer.

"Tenho fé, minha recuperação caminha bem", disse.

Segundo o presidente, ele fará uma quarta rodada de quimioterapia nos próximos dias. "Depois dessa quimioterapia, se Deus quiser será a última, eu sem dúvida começarei a me exercitar".
Os médicos devem fazer uma avaliação total em outubro para checar se não há mais células malignas, disse ele. Como prazo, Chávez colocou a cúpula regional que a Venezuela deve sediar em 2 de dezembro. "Até essa data, eu devo estar completamente recuperado para uma atividade como esta".
Chávez teve um tumor cancerígeno grande retirado em junho, mas não deu detalhes. Especialistas estimam que a operação --e o tratamento-- foi ao redor do cólon ou da área pélvica.

FONTE: FOLHA.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário