11 de out de 2010

PSOL levanta a bandeira do Socialismo nessas eleições.

A campanha do PSOL nessas eleições foi vitoriosa, o partido e a candidatura Plínio conseguiram mostrar para a população que nem tudo vai bem no Brasil, e que é preciso uma mudança radical nessa realidade. Prova disso é que na segunda eleição para cargos federais e estaduais o PSOL conseguiu eleger uma importante bancada que será muito essencial na luta do partido com os movimentos sociais.
Além da eleição de uma boa bancada a candidatura de Plínio foi essencial para denunciar a desigualdade sistêmica, que só será revertida através de um processo intenso de luta dos trabalhadores “Apesar de não termos uma votação expressiva, a campanha foi um sucesso total, pois conseguiu proclamar o socialismo para todos e de maneira irrestrita”, afirmou Plínio em seu vídeo final de eleições.
Plínio também fez questão de lembrar da juventude, um dos setores que mais acompanhou e apoio a candidatura do PSOL à Presidência da República, “outra vitória da campanha foi o interesse que despertamos em parte da juventude, não toda, mas uma parte. Nesse sentido nossa campanha foi super vitoriosa”, afirmou o candidato.
O PSOL e Plínio organizarão após as eleições uma série de atividades com importantes intelectuais, apoiadores da campanha que mostrarão para a sociedade o quão desigual é o Brasil.

Saldo das eleições

O saldo dessas eleições aponta que durante a campanha, mesmo com poucos recursos, sem receber financiamento de empresas privadas, candidatos e militantes mantiveram a coerência e a independência, trabalharam de forma transparente e ética e, como consequência dessa atitude, sensibilizaram novos eleitores em todo o país.
No Rio de Janeiro Chico Alencar foi o segundo candidato a deputado federal mais votado do Estado, com 240.724 votos. Com isso, conseguimos eleger ainda Jean Wyllys. A Câmara federal também continuará contando com a presença e a luta de Ivan Valente, que se reelegeu com 189.014 votos em São Paulo.
A Região Norte mostrou a força e confiança no PSOL elegendo Randolfe como o senador mais votado do Amapá. No Pará, além da vitória de Marinor Brito para o Senado, comemoramos o grande resultado de Edmilson Rodrigues, o deputado estadual que recebeu o maior número de votos da população.
As Assembleias Legislativas do Rio de Janeiro e São Paulo também permanecerão com a presença do PSOL. No primeiro Estado, Marcelo Freixo se reelegeu como o segundo deputado estadual mais votado. No segundo, Carlos Giannazi, poderá dar sequência à sua luta pela educação pública de qualidade com sua reeleição ao cargo.
O site da candidatura de Plínio ficou fora do ar no domingo, durante o horário de eleições, seguindo determinação da legislação eleitoral. Após esse período enfrentamos alguns problemas com o administrador do site e voltamos ao ar no começo da tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário