5 de fev de 2012

Corrupção continua com ou sem Negromonte.

O ministro das Cidades, Mário Negromonte, não resistiu e pediu exoneração do cargo. Como seus colegas de malfeito, não saiu por uma penada da presidente. Afinal, que diferença faz o corrupto sair por ação da presidente ou por conta própria.
O crime de "mão grande" continuará, com a agravante de que o delituoso voltará tranquilo para a Câmara onde ocupará seu cargo de deputado federal. E o dinheiro desviado quem prestará conta?
Esse clube da Luluzinha que se instalou em Brasília tem espécies de uma subserviência inescrupulosa. É o caso da ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, que afirmou que a presidente tem tomado ações no combate a corrupção.
Dando uma de Pinóquio, Ideli disse que, em 2011, a presidente puniu servidores que cometeram irregularidades. Acontece que todos eles pediram exoneração do cargo, porque, se dependesse da presidente, estariam até hoje pilhando o ervanário.

ENVIADO POR: JAIR GOMES COELHO DE VASSOURAS (MG) EM FOLHA.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário