14 de nov de 2009

DESABA MAIS UMA OBRA DE SERRA.

Três pessoas ficaram feridas após vigas caírem no km 279 na Régis.
O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), admitiu na madrugada deste sábado (14) que houve falhas nas obras do Rodoanel, que provocaram um acidente no km 279 da Régis Bittencourt, deixando três pessoas feridas.
O acidente ocorreu por volta das 21h10 desta sexta-feira (13). Três vigas da obra do Trecho Sul do Rodoanel cederam e atingiram um caminhão e dois carros que passavam pela Régis. Ele não soube dizer como as três vigas caíram.
O governador sobrevoou o local e pousou à 0h05 acompanhado do secretário de Transportes, Mauro Arce. Paulo Vieira de Souza, diretor da Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa), responsável pela obra do Rodoanel, disse que houve uma ruptura de uma das vigas e ela caiu do apoio. Souza afirmou que cada viga pesa 85 toneladas. Segundo o Portal G1 da Globo.
O acidente de ontem é o segundo em grandes obras do governo de São Paulo desde 2007. No início de 2007, o desabamento da construção da estação Pinheiros do Metrô deixou sete mortos. Nos dois casos, a OAS, uma das principais empreiteiras do país, esteve envolvida.
A empresa baiana participa do consórcio que constrói a linha 4 do Metrô e também divide com Mendes Junior e Carioca -esta integrante do grupo responsável pela obra do Fura-Fila onde um viaduto desabou no ano passado- a construção do trecho do Rodoanel onde houve o acidente. O valor desse lote é de R$ 511,7 milhões. Segundo matéria publicada pelo jornal Folha de S. Paulo de hoje.
Considerada a maior obra em curso no país, o Rodoanel vem causando polêmica, projetado para desafogar o caótico trânsito de São Paulo, a dois anos passou a ter a cobrança de pedágios em seus acessos, o que contraria o projeto inicial. Numa disputa na justiça já houve até liminar proibindo a cobrança de pedágio, mas concessionária recorreu e a justiça manteve a cobrança. A obra também é uma das principais peças de propaganda do Serra para a disputa de 2010, devido aos gastos fantásticos com a obra e a cobrança de pedágios recebeu o apelido popular de rouboanel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário