19 de mar de 2010

Nota aos apoiadores das candidaturas de Plínio e Babá.

Por meio desta nota conjunta que vai assinada pelas coordenações das pré-candidaturas de Plínio e Babá queremos nos manifestar sobre o fato de nossa Fundação Lauro Campos, entidade vinculada ao PSOL lançar e distribuir nacionalmente uma publicação dirigida ao processo de escolha do candidato do partido à presidência da República e intitulada “PSOL 50 EM DEBATE”.
Esta publicação não é oficial e foi decidida fora das instâncias partidárias além de sequer obter o conhecimento das pré-candidaturas de Plínio Arruda Sampaio e João Batista Babá sobre seu conteúdo e forma.
Tal publicação reproduziu materiais de campanha dos candidatos sem se preocupar em garantir um critério democrático elementar que seria o igual espaço para que os mesmos pudessem expressar suas posições. O maior prejudicado foi o companheiro Plínio Arruda Sampaio que teve apenas uma página e uma coluna de um total de dez páginas da revista. Além disso, a escolha das fotos foi cuidadosa. As melhores são as de Martiniano Cavalcante. As piores são as de Plínio. O texto de apresentação é de Roberto Robaina.
A Fundação Lauro Campos é atualmente presidida por Martiniano Cavalcante. O presidente de seu Conselho Curador é Carlos Roberto Robaina. Martiniano vem a ser um dos postulantes da candidatura do PSOL à presidência da República. Robaina é um dos coordenadores da campanha de Cavalcante.
As Coordenações Nacionais das campanhas de Babá e de Plínio de Arruda Sampaio vêm a público denunciar e repudiar o ocorrido. A publicação mencionada assemelha-se a uma peça de campanha de Martiniano Cavalcante, realizada com recursos de todo o partido. Por isso, recomendamos não distribuir este material e ampliar o grau de engajamento e militância de nossas candidaturas apelando para o exercício ético, fraterno e respeitoso Coordenações Nacionais da Campanha de Plínio Arruda Sampaio e João Batista Babá.

São Paulo, 15 de março de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário