15 de dez de 2011

Movimento por uma Nova Política será lançado em Minas.

Evento, aberto ao público, será realizado em Belo Horizonte e contará com a presença das ex-senadoras Marina Silva e Heloisa Helena Será lançado na cidade de Belo Horizonte, no próximo sábado, 17 de Dezembro, o Coletivo Mineiro do Movimento por uma Nova Política. O coletivo integra o Movimento que é suprapartidário e quer discutir com a sociedade a transformação das regras, instituições e ações políticas em torno de dois eixos fundamentais – a democracia e a sustentabilidade. O evento será aberto e contará com a presença das ex-senadoras Marina Silva e Heloisa Helena, do ex-candidato a governador de Minas José Fernando Aparecido de Oliveira, do ex-ministro da Reforma Agrária Raul Jungmann, do Secretário do Meio Ambiente de Pernambuco Sérgio Xavier, e de lideranças políticas como o Deputado Federal Alfredo Sirkis, Muna Zeyn (representando Luiza Erundina ), Soninha Francine, Ricardo Young, Mauricio Brusadin, além de movimentos da sociedade civil, entidades de classe, de parlamentares e de cidadãos interessados na idéia de transformação.Aberto ao público, o Movimento é, sobretudo, uma convocação cívica para que toda a sociedade participe diretamente das ações e decisões do nosso país em relação ao futuro e suas decisões frente ao seu povo e o mundo. Nas palavras de Marina Silva, “queremos ouvir a sociedade, debater com ela e, a partir desse contato direto pautarmos uma agenda de ações, quando todos passarão a ter voz e a participar diretamente das decisões políticas que vão guiar o Brasil no seu presente e futuro. Entendemos que tudo isso passa por uma nova forma de fazer política e é exatamente isso que nosso movimento está propondo agora, neste momento de grandes transformações mundiais, quando os povos de vários países passam a assumir seu papel como agente transformador de sua realidade”.
Ao se desligar do Partido Verde, há cinco meses, a ex-senadora Marina Silva falou que era hora de sermos “sonháticos”, e não pragmáticos. Hoje, as manifestações por uma nova idéia de democracia estão cada vez mais consolidadas em todo o mundo, expressando sentimentos sintetizados por jovens, como o exemplo do espanhol que levantou a faixa com os dizeres “Nossos sonhos não cabem nas suas urnas”.
A busca por um novo país e uma nova forma de fazer política é a espinha dorsal do Movimento, que vai trabalhar em busca do estabelecimento de novas relações de poder da sociedade e o poder institucionalizado, tendo em vista o esgotamento do modelo político vigente e vicioso que impera em nosso país nos dias de hoje.
O Movimento será estruturado em coletivos estaduais e nacionais. Para saber mais sobre suas premissas e sobre como participar, acesse o site www.novapolitica.com.br, onde é possível confirmar a participação no evento (é necessário cadastrar-se previamente).
O Encontro de Belo Horizonte terá inicio às 9h30min e se realizará no Museu Inimá de Paula, no centro da cidade (rua Bahia 1201). Na parte da manhã haverá um circulo de debates com os temas: Código Florestal, Cidades Sustentáveis, Nova Política e Política Mineral.
Na parte da tarde, a partir da 15h, será lançado o Movimento Nova Política em Minas Gerais e em seguida organizado o Coletivo Mineiro do Movimento. Também deve ocorrer uma reunião nacional dos articuladores do Movimento, para tomar decisões sobre ações de sua organização, tendo como objetivos o lançamento de Coletivos em outros estados e a realização de um Congresso Nacional do Movimento ainda no primeiro semestre de 2012. José Fernando, um dos coordenadores nacionais do Movimento, destaca que a temática da Política Mineral não poderia ficar de fora do encontro de Minas. José Fernando lembra que "enquanto a concessão para explorar petróleo é colocada em leilão público internacional e os royalties podem chegar a até 10% do faturamento bruto, a concessão do minério é entregue a quem primeiro solicitar e os royalties pagos variam só entre 0,2% e 3% do faturamento líquido. Em 2010, foram arrecadados R$ 20,8 bilhões em royalties e compensação financeira do petróleo. Já a mineração recolheu só R$ 1,08 bilhão".
A Legislação Brasileira relacionada à exploração Mineral é extremamente atrasada e tem como conseqüência um grande passivo ambiental, além de oferecer, relativamente, pouquíssima compensação financeira ao Governo e à Sociedade. O Estado de Minas, maior produtor de Minério do Brasil, seria beneficiado e protegido com uma legislação mais moderna. O aumento dos Royalties da Mineração poderia, por exemplo, financiar projetos que garantissem o desenvolvimento sustentável a longo prazo. José Fernando está entre as pessoas que saíram do PV no ano passado, acompanhando Marina Silva, depois do Movimento Transição Democrática ter sido derrotado na tentativa de democratizar o partido, estabelecer eleições internas em todas suas instâncias e aproximar o partido das pessoas que depositaram a confiança na candidatura de Marina na última eleição presidencial. Depois disso, José Fernando aceitou a proposta de filiação solidária ao PPS e, no mês passado, no Congresso Estadual do PPS, foi lançado por Roberto Freire, Presidente Nacional do Partido, como candidato a Prefeito de Belo Horizonte.

SERVIÇO: Lançamento do Coletivo Mineiro do Movimento por uma Nova Política
Quando: 17 de Dezembro, das 9h30min às 18h
Onde: Museu Inimá de Paula (Rua Bahia, 1201)
Site para confirmação: www.novapolitica.com.brContato para a Imprensa : José Fernando - 031 - 8866-2557

Nenhum comentário:

Postar um comentário