3 de abr de 2012

JUIZ DE FORA: Servidores da saúde iniciam paralisação.

Categoria ocupou pátio do prédio da Prefeitura para cobrar incorporação de benefício

Por Fernanda Sanglard
Trabalhadores da Saúde deram início, na manhã de hoje, à paralisação que tem o objetivo de pressionar a Prefeitura (PJF) a conceder a incorporação do adicional de 34%, referente à atuação na Estratégia Saúde da Família (ESF), à aposentadoria.
Em 1995, os profissionais começaram a receber o benefício como hora-extra e, em 2005, o valor foi transformado em adicional. No entanto, quando se aposentam, os enfermeiros, assistentes sociais, técnicos e auxiliares de enfermagem perdem os 34%, apesar de haver desconto desse montante para o Fundo de Previdência Municipal.
Apoiados pelo Sindicato dos Servidores Públicos de Juiz de Fora (Sinserpu), pela Comissão de Saúde da Câmara Municipal e
pelo Conselho Municipal de Saúde, boa parte da categoria não compareceu hoje aos postos de trabalho nas unidades de atenção primária à saúde (Uaps) e realiza protesto, nesta manhã, no pátio do prédio da PJF. Uma comissão foi recebida pela Secretaria de Administração e Recursos Humanos (SARH)e tenta avançar nas negociações. Depois da reunião, uma nova assembleia deve ocorrer para que os trabalhadores repassem a posição do Executivo e decidam os próximos passos da manifestação.
No último dia 20, os servidores já haviam conversado diretamente com o prefeito Custódio Mattos (PSDB) para apresentar a reivindicação. Na ocasião, a PJF solicitou prazo para realizar estudos de viabilidade da incorporação dos benefícios.


Nenhum comentário:

Postar um comentário