17 de jun de 2012

Anciões indígenas mandam vibrações positivas para os chefes de Estado

Ao se reunirem nos próximos dias no Riocentro, o coração da Rio+20, os mais de cem chefes de Estado deverão receber vibrações positivas emitidas lá de perto.
Virão de onze chefes indígenas reunidos no Encontro dos Anciões, evento organizado pela Aldeia Nova Terra, um movimento formado por "ativistas ambientais e espirituais".
Phil Lane Jr. é integrante de uma tribo Sioux do antigo território Dakota, na fronteira dos Estados Unidos com o Canadá. Desde terça-feira, Phil, 68, está hospedado em um sítio em Vargem Pequena (zona oeste do Rio).
O traje usado por Phil remete às cenas de cinema. Os índios Sioux foram retratados, por exemplo, no filme Dança com Lobos (1990), a história de um tenente do exército que acaba convertido a membro da tribo.
Além da indumentária característica, as celebrações incluem canções e rituais de vários povos indígenas.
Na programação, há palestras direcionadas à juventude, que, aliás, costuma acampar no mesmo sítio.
Em seu discurso, Phil ressalta que o conceito de sustentabilidade é algo ainda distante e que existe uma saída pelo caminho espiritual. "O mundo hoje está viciado na cultura do consumo, e isso não é algo sustentável. Quando a economia global entrar em colapso todos vão sofrer. E a dor de um é a dor de todos", disse o líder Sioux, que aposta em uma solução.
Líder de uma tribo da região central do Canadá, David Coucherne, 62, acha que a humanidade está dormindo. "Mas essa celebração vai revelar, aos que abrirem seus corações, o propósito pelo qual estamos aqui."
No dia 20, os chefes indígenas pretendem invocar os espíritos durante o amanhecer, para comemorar o poder do sol.

FONTE: FOLHA.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário