21 de set de 2012

Países muçulmanos têm novo dia de violência por vídeo anti-islã

Dois cinemas foram incendiados e uma pessoa morreu no Paquistão, em mais um dia de protestos contra o vídeo americano anti-islã, que gerou controvérsia entre países muçulmanos. Uganda, Malásia, Índia e Bangladesh também registraram protestos, enquanto várias embaixadas de países ocidentais cerraram as portas como medida de cautela.
No país africano, a embaixada dos EUA entrou em alerta, depois que uma influente organização muçulmana fez convocou demonstrações na capital Campala.
Milhares de manifestantes tomaram as ruas de Kuala Lumpur, na Malásia. Convocados por organizações juvenis e pelo partido islâmico local, os manifestantes se concentraram em frente ao posto diplomático americano.
Bandeiras dos EUA de Israel foram queimadas durante as demonstrações, que no geral foram pacíficas. Um comitê dos manifestantes entregou uma nota ao chefe de segurança da embaixada com um pedido para que os EUA assumam a responsabilidade pela controvérsia.
Em Srinagar, principal cidade da província de Kashmir, na Índia, a polícia entrou em confronto com algumas dezenas de manifestantes, que gritavam "abaixo os EUA".
As autoridades da região também bloquearam os sinais de telefonia celular e o acesso a internet para prevenir a divulgação do vídeo polêmico.

FONTE: FOLHA.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário