26 de jul de 2012

Servidores do Palácio da Saúde realizam ato público


A greve dos servidores lotados na Secretaria Estadual de Saúde (SES) ganhou as ruas de Juiz de Fora. Na manhã desta quinta-feira (26), a categoria realizou uma assembleia em frente ao Palácio da Saúde, onde funciona a Gerência Regional de Saúde, antecedendo um ato público que teve por objetivo chamar a atenção da população na região central da cidade. Acompanhados por equipamentos de som e munidos de apitos, faixas e bandeiras, os trabalhadores tomaram a Avenida Rio Branco e seguiram em meia pista até o Calçadão da Rua Halfeld, quando a mobilização seguiu para a Rua Marechal Deodoro, em direção ao PAM Marechal. Os manifestantes se concentraram no local para fazer um convite aos médicos, enfermeiros e auxiliares ligados à SES que se encontram municipalizados, entre aqueles que ainda não aderiram ao movimento grevista, a participarem da ação.
"Esta é uma ação para dar maior visibilidade ao nosso movimento e informar à população o descaso do Governo com a categoria e tudo o que está acontecendo de errado no sistema de saúde estadual", afirma Victor Pereira, integrante do comando local de greve.
Os servidores da SES e da Escola de Saúde Pública (ESP) entendem que estão sendo negligenciados por não terem sido contemplados pelo acordo anunciado no último dia 12, quando os funcionários ligados a outras três fundações que compõem o sistema estadual de saúde tiveram parte de suas reivindicações atendidas e deram fim a uma paralisação que se arrastava por 29 dias. Entre as reivindicações dos grevistas estão melhores condições de trabalho; revisão do plano de carreira; recebimento de gratificações complementares; o pagamento de direitos trabalhistas como adicionais noturno e de insalubridade; e tratamento isonômico por parte do Governo estadual, com reajustes salariais similares aos praticados com outros órgãos e categorias que formam o sistema estadual de saúde.
Em nota, a SES afirma que o Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde (Sindsaúde), que dá respaldo ao movimento, está descumprindo acordo assinado no último dia 12. "Esse acordo contempla todos os servidores da Saúde ao retomar, na Mesa Permanente de Negociação do SUS, a discussão sobre o Plano de Carreira. A próxima reunião está marcada para o dia 9 de agosto. O acordo contempla ainda a retomada dos debates sobre política remuneratória do Estado, que terão início em setembro, tendo em vista que a data base definida por lei é outubro." A SES reforça que, com a assinatura do documento, "o Sindsaúde comprometeu-se a não fazer movimentos reivindicatórios que remetam aos itens acordados."

FONTE; TRIBUNA.COM

Nenhum comentário:

Postar um comentário